Temer segue agenda com parlamentares e se reúne com ministro do PRB

Temer segue agenda com parlamentares e se reúne com ministro do PRB

PRB deve ser o próximo partido a fechar questão sobre denúncia de corrupção passiva

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2017 | 18h08

BRASÍLIA - Na articulação direta para garantir que conseguirá derrubar a denúncia de corrupção passiva na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e também no plenário, o presidente Michel Temer segue com uma agenda extensa dedicada a parlamentares.

Neste momento, Temer está reunido com o ministro Marcos Pereira, que está no cargo na cota do PRB. Segundo fontes do Planalto, o partido deve ser o próximo a fechar questão contra a denúncia.

Além de Temer, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-geral da Presidência) têm trabalhado no contato com os líderes e parlamentares para buscar o máximo de apoio. Ontem, o Planalto atuou para que o PMDB fechasse questão e desse "exemplo" para as demais legendas da base. Além do PMDB, PR e PP também já fecharam questão a favor do presidente.

Agenda. De acordo com a agenda atualizada divulgada há pouco pelo Planalto, Temer recebeu às 10 horas os deputados do PP: Roberto Brito (BA), Cacá Leão (PP/BA), Mário Negromonte Jr (PP/BA) e Ronaldo Carletto (PP/BA).

Depois, o presidente participou de extensa solenidade de assinatura de Atos e Anúncio de Medidas para a Estruturação de Projetos de Infraestrutura pelos Estados e Municípios, quando mais dez discursos exaltaram a agenda positiva do governo.

Na sequência, Temer teve reunião com o deputado Júlio César Lima (PSD-PI) e depois com o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro.

Agora à tarde, Temer recebeu mais um grupo de políticos junto com o deputado Beto Mansur (PRB/SP). Participaram dessa agenda os deputados Marcelo Squassioni (PRB/SP), João Tavares Papa (PSDB/SP), o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, e presidentes das Câmaras de Vereadores do Litoral de São Paulo.

Às 15h30, Temer recebeu o deputado Hugo Motta (PMDB/PB) e, às 16 horas, o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.