NILTON FUKUDA/ESTAD?O
NILTON FUKUDA/ESTAD?O

Temer reúne ministros tucanos em almoço no Jaburu

O almoço, realizado em meio a ameaças do PSDB de deixar a base do presidente, conta com a presença de ministros tucanos

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2017 | 14h16

Participam do encontro os caciques Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Bruno Araújo (Cidades) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores), além do general Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional). Aloysio e o general chegaram ao Jaburu acompanhados de suas mulheres, que foram recebidas pela primeira-dama Marcela Temer.

Um dos convidados, o chanceler negou há pouco, em conversa com o Estado, que sua reunião no final da tarde de sexta-feira com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, tenha sido para tratar de uma eventual sucessão de Temer. “Como vou tratar de transição, se sou membro do governo e apoio o presidente?”, questionou Aloysio. Segundo o ministro, a conversa foi para tratar de acordos internacionais.

Com o agravamento da crise após a divulgação da delação do empresário Joesley Batista, da JBS, e a manifestação de quarta-feira em Brasília, que terminou em confronto e depredação, o Palácio do Planalto passou a semana tentando mostrar “normalidade”.

PSDB e DEM chegaram a ameaçar deixar a base, principalmente por pressão de parlamentares, mas decidiram esperar até o julgamento da ação contra a chapa Dilma Rousseff-Temer, marcado para dia 6 de junho no TSE. O ministro das Cidades, Bruno Araújo, chegou a dizer que sairia do governo, mas mudou de ideia em seguida. 

Pela manhã, governo anunciou um acordo com parlamentares sobre o Programa de Regularização Tributária (PRT), mais conhecido como Refis, que vinha sendo negociado há quatro dias.  

Pela tarde, o presidente encontrou-se com caciques do PMDB. O ex-presidente José Sarney ficou mais de duas horas reunido com Temer no Jaburu. Na última meia hora da conversa, tiveram a companhia

Após duas horas de conversa com Michel Temer, o ex-presidente José Sarney (PMDB) deixou o Palácio do Jaburu por volta das 18h30 deste sábado (27). Sarney chegou ao local por volta das 16h30. A assessoria do Palácio do Planalto não informa o motivo do encontro.

Nos últimos 30 minutos da reunião dos peemedebistas, Temer e Sarney tiveram a companhia do ministro Moreira Franco, que chegou por volta das 18h00. O ministro da secretaria-geral da Presidência da República ainda está no Jaburu com Temer.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Michel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.