AFP Photo|Evaristo Sa
AFP Photo|Evaristo Sa

Temer recebe novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, no Planalto

Governo aguarda se o agora ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio aceita o convite para ir para a Transparência

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2017 | 13h16

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer recebeu na manhã desta segunda-feira, 29, o novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, no Palácio do Planalto. A reunião, que entrou na agenda oficial há pouco, já acabou e durou menos de meia hora, segundo a assessoria de imprensa do Planalto. Mais cedo, Torquato reuniu-se com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

O governo ainda aguarda uma resposta do agora ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio sobre se ele aceita o convite para ir para a Transparência, pasta que era comandada por Torquato.

Serraglio, segundo sua assessoria, só chegará a Brasília por volta das 15 horas. Temer e os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) deverão embarcar para São Paulo por volta das 16 horas para participar de jantar por ocasião do Fórum de Investimentos Brasil 2017, que terá a abertura oficial nesta terça-feira. O evento é uma das apostas do governo para tentar atrair investidores internacionais em meio à maior crise vivida por Temer, depois que se tornou investigado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Padilha, entretanto, permanecerá em Brasília, e deve ser uma das pontes do governo na articulação com Serraglio. Uma das principais questões para que o ex-ministro da Justiça aceite um novo cargo no governo é que ele manteria o ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) com foro privilegiado, já que Loures era suplente de Serraglio e assumiu uma vaga de deputado federal na Câmara quando Serraglio foi para a Justiça. Loures foi flagrado recebendo uma mala com R$ 500 mil de Ricardo Saud, executivo da JBS, e está sendo investigado no STF no mesmo inquérito de Temer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.