Temer quer estudo de reforma administrativa em 30 dias

Intenção do presidente da Câmara é consolidar as cotas de verbas parlamentares, existentes hoje

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

28 de abril de 2009 | 13h48

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), deu prazo de 30 dias para que uma comissão formada por diretores da Casa e deputados elaborem um estudo sobre reforma administrativa. A intenção é consolidar as cotas de verbas parlamentares, existentes hoje. Não está descartada a hipótese de discutir o aumento salarial dos parlamentares como resultado desse estudo.

Hoje, Temer decidiu, em reunião com os líderes partidários e integrantes da Mesa Diretora, instituir as novas regras para o uso de passagens aéreas pagas pela Câmara por meio de ato da Mesa, um instrumento administrativo que não precisa de aprovação pelo plenário. O ato entrará em vigor assim que for publicado. Assim, não houve necessidade de votação para aprovar as novas regras.

Tudo o que sabemos sobre:
Câmarareforma administrativaTemer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.