Temer pedirá retirada de urgência de projetos do pré-sal

"Reconheço que errei e nós induzimos o presidente a pedir a urgência", disse líder do governo

Marcelo de Moraes, Agência Estado

02 de setembro de 2009 | 13h35

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), vai hoje à tarde conversar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para levar a proposta dos partidos da base aliada de retirada do regime de urgência dos projetos sobre o marco regulatório do pré-sal. A conclusão dos partidos da base é de que como eles induziram o presidente ao erro de aderir ao regime de urgência, na reunião do Conselho Político desta semana, devem recomendar que ele volte atrás agora.

"Reconheço que errei e nós induzimos o presidente a pedir a urgência. Se ele quiser manter (a urgência), aceitarei a decisão dele. Mas acho que seria melhor para a Casa que fosse retirada a urgência", afirmou o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). O PT ainda não aderiu à decisão de retirada da urgência, ao contrário do que foi informado anteriormente.

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salCâmaraurgência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.