Temer pede ajuda a Rebelo para acabar com brigas no PMDB

Preocupado com a troca de socos entre deputados peemedebistas na madrugada de hoje, o presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), fez um apelo ao presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), para que use de sua autoridade e colabore para pôr um ponto final no conflito em torno da liderança do partido na Câmara.As cenas de pugilato se deram em torno de listas de assinaturas para indicação do líder da bancada peemedebista na Câmara. "Esta história sobre lista é vergonhosa para o PMDB, inclusive porque expõe o partido a influências e pressões externas", afirmou Temer."Isso não pode mais acontecer, porque denigre também a imagem da Câmara". Por isso, ele apelou a Rebelo a quem, a seu ver, compete também zelar pela integridade da Casa."O presidente da Câmara tem autoridade para entrar neste assunto", disse Temer. "Ele pode exigir, em face dos acontecimentos, que a lista de apoiamento ao líder venha de uma reunião da bancada", afirmou Temer."Lamentavelmente, presidente de partido não tem poder institucional para exigir nada. Ele só pode recomendar uma eleição", arrematou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.