Temer organiza reunião com prefeitos paulistas do PMDB

Objetivo é cobrar empenho dos aliados no 2º turno e unificar discurso para ao menos diminuir a diferença alcançada pelo tucano no maior colégio eleitoral do País

RICARDO DELLA COLETTA E VERA ROSA, Estadão Conteúdo

09 de outubro de 2014 | 18h33

Para tentar reduzir o prejuízo em São Paulo, onde o candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, abriu uma vantagem de 4,2 milhões de votos sobre a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) planeja para a próxima segunda-feira, 13, um encontro com prefeitos peemedebistas do Estado. O objetivo é cobrar empenho dos aliados no segundo turno e unificar o discurso para ao menos diminuir a diferença alcançada pelo tucano no maior colégio eleitoral do País.

Segundo o presidente do PMDB em São Paulo, deputado Baleia Rossi, o partido controla hoje 88 prefeituras. Segundo ele, o perfil predominante é de pequenos municípios. "Se o prefeito fizer um trabalho para a presidente Dilma e para o presidente Michel, a campanha vai conseguir um bom resultado", avalia. No primeiro turno, o desempenho em São Paulo veio muito abaixo do esperado pelos petistas. Além de ter conseguido apenas 25,82% dos votos válidos, Dilma saiu derrotada de cidades simbólicas para o PT, como São Bernardo, Santo André, Osasco e Guarulhos.

Caça às bruxas. Cobrados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dirigentes do PT tentam reverter o clima de pessimismo que se abateu sobre o partido após a derrota em São Paulo. Apesar do desejo de "caça às bruxas", a ordem é mobilizar prefeitos e pedir votos para Dilma. "Qualquer avaliação, balanço de campanha e tentativa de buscar culpados agora pelo que aconteceu em São Paulo é contra o PT e contra Dilma", disse o presidente do PT paulista, Emídio de Souza. "Vamos esperar passar o dia 26 de outubro."

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDilmaPMDBSPTemer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.