Temer não é mais investigado no Supremo

O vice-presidente Michel Temer não é mais investigado no Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro do STF Marco Aurélio Mello adotou o entendimento do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de que não existiam provas novas contra Temer numa investigação de suspeitas de corrupção no Porto de Santos (SP). A apuração já tinha sido arquivada anteriormente.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

10 de maio de 2011 | 18h19

Apenas elementos novos poderiam autorizar a reabertura, segundo o procurador. "As provas colhidas não trouxeram elementos novos que autorizem a reabertura da investigação, já arquivada, contra Michel Temer", afirmou o procurador em sua manifestação ao STF.

Tudo o que sabemos sobre:
Michel TemerSTFjulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.