Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Temer minimiza má avaliação de Dilma em pesquisa do Ibope

'Você sabe que isso é cíclico, né? Essas pesquisas muitas vezes, em todos os governos é assim. Você tem altos e baixos', afirmou o presidente em exercício

Rafael Moraes Moura e Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2015 | 18h34

Brasília - O presidente da República em exercício, Michel Temer, minimizou nesta quarta-feira, 1, o resultado da pesquisa Ibope, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que mostra que aumentou de 76% para 82% o total de entrevistados que consideram o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff pior do que o primeiro.

"Você sabe que isso é cíclico, né? Essas pesquisas muitas vezes, em todos os governos é assim. Você tem altos e baixos", minimizou Temer.

 

"Agora está numa posição de baixa, mas a presidente está tendo uma viagem extremamente bem sucedida nos EUA, está trazendo as melhores notícias, portanto tenho absoluta convicção que em pouquíssimo tempo vamos ter um crescimento na popularidade do governo e da presidente", prosseguiu.

Em junho, o governo apostava no lançamento do bilionário plano de logística em infraestrutura para emplacar uma agenda positiva e "virar a página do ajuste fiscal", mas o governo se viu confrontado com os novos desdobramentos da Operação Lava Jato, que chegam cada vez mais perto do Planalto e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Tudo o que sabemos sobre:
Michel TemerDilma RousseffIbope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.