Marcos Corrêa/PR
Marcos Corrêa/PR

Temer manterá Fernando Bezerra como líder do governo no Senado até fim da eleição

Senador assume posto deixado por Romero Jucá, crítico à política do governo para a crise dos refugiados venezuelanos em Roraima

Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2018 | 12h30

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer afirmou nesta quarta-feira, 29, que manterá o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) na liderança do governo no Senado até, pelo menos, o fim do período eleitoral. O senador assume o posto deixado vago na última segunda, 27, pelo senador Romero Jucá (MDB-RR), que saiu sob a alegação de divergências com o governo federal na questão da crise dos refugiados venezuelanos em Roraima.

"Já conversei com o senador. Ele continua na primeira vice-liderança e responderá pela liderança do governo quando for necessário. Não é uma coisa que me preocupa neste momento", afirmou Temer em entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco.

O presidente destacou que o Congresso Nacional está praticamente em "recesso branco" em virtude do período eleitoral. Tanto o Senado quanto a Câmara dos Deputados têm realizado pouquíssimas atividades desde o fim de julho porque os parlamentares estão em campanha em seus Estados.

"Ele, quando for necessário, responderá pela liderança do governo até quando, mais adiante, quando for necessário, eu possa definir [outro nome] em definitivo", disse Temer.

Na segunda, Jucá entregou o posto porque, de acordo com ele, queria ter uma posição independente em relação ao governo federal para poder criticá-lo e cobrá-lo sobre a crise em Roraima. O senador, que disputa a reeleição, tem defendido que o Palácio do Planalto determine o fechamento provisório das fronteiras, mas Temer já o informou que esta questão é "inegociável".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.