Temer lamenta morte de Moreno: 'perdi hoje um amigo'

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também escreveu sobre morte do jornalista: 'fará muita falta'

Carla Araújo e Elisa Clavery, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2017 | 09h44

O presidente Michel Temer distribuiu na manhã desta terça-feira, 14, uma nota para lamentar a morte do jornalista Jorge Bastos Moreno, que morreu na madrugada aos 63 anos, vítima de edema agudo no pulmão decorrente de complicações cardiovasculares. "Perdi hoje um amigo", disse Temer. "O jornalismo brasileiro perdeu uma de suas maiores referências", acrescentou o presidente, que disse que conviveu com Moreno por 30 anos. 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também lamentou a morte do jornalista. "Brilhante jornalista e um amigo. Fará muita falta ao jornalismo do país e a todos que tiverem o privilégio de conviver com ele", escreveu em seu Twitter nesta manhã. 

O jornalista atualmente era colunista do jornal O Globo, mantinha um blog e também conduzia um programa semanal na rádio CBN. Vencedor de prêmio Esso, Moreno estava na profissão há mais de 40 anos e atuava na cobertura política. 

Veja na íntegra a nota de Temer:

"Convivi por 30 anos com o jornalista Jorge Bastos Moreno. Perdi hoje um amigo. O jornalismo brasileiro perdeu uma de suas maiores referências. Arguto observador, irônico com maestria, crítico ferino, insistente apurador de fatos e bastidores, Moreno construiu uma das carreiras mais brilhantes e respeitadas nas redações do País. Minha solidariedade aos familiares e amigos deste excelente profissional que nos deixa de maneira tão repentina."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.