Divulgação/Beto Barata
Divulgação/Beto Barata

Temer lamenta morte de Marisa Letícia e decreta luto oficial de 3 dias

Ex-primeira-dama morreu nesta sexta em São Paulo aos 66 anos, vítima de complicações de um AVC

O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2017 | 20h21

O presidente Michel Temer lamentou em nota a morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia e decretou luto oficial de três dias. Marisa Letícia Lula da Silva, 66, morreu nesta sexta-feira, 3, vítima de complicações de um Acidente Vascular Cerebral (VAC). Ela estava internada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, desde o dia 24 de janeiro.

Temer esteve no hospital na noite de quinta-feira, 2, para prestar solidariedade a Lula. Ele chegou num furgão, acompanhado de comitiva que incluía o ex-presidente José Sarney, os ministros das Relações Exteriores, José Serra, e da Fazenda, Henrique Meirelles, o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o novo presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o ex-presidente do Senado e novo líder do PMDB na Casa, Renan Calheiros (AL). A visita do presidente e de ministros durou pouco mais de meia hora.

Ao entrar pela porta da frente do Hospital Sírio-Libanês, Temer foi hostilizado com vaias e gritos de “assassino”, “golpista” e “bandido” por um grupo de militantes do PT que permanecia na entrada do local desde a manhã. 

Nota Oficial 

Lamento profundamente o falecimento da Senhora Marisa Letícia Lula da Silva hoje, em São Paulo. Neste momento de profunda dor e pesar na família do ex-presidente Lula, eu e Marcela transmitimos a ele, a seus filhos e aos demais familiares e amigos, as mais sinceras condolências.

Em razão do falecimento, decreto luto oficial de três dias.

Michel Temer

Presidente da República

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.