Temer já é candidato a presidente do PMDB

Mesmo antes de passar o cargo para Aécio Neves, o ex-presidente da Câmara, Michel Temer (SP), foi lançado nesta quarta-feira pela bancada paulista do PMDB para a presidência do partido. O lançamento aconteceu em clima festivo, durante um almoço na casa de Temer, e faz parte de uma estratégia para manter o ex-presidente em evidência até 2002, quando ele deverá disputar o governo de São Paulo. "Temer saiu fortalecido de todo esse processo e hoje é o grande nome do partido", festejou o deputado Milton Monti (SP). Apesar da animação, a eleição só deverá ocorrer em setembro e ainda reserva alguns obstáculos para Temer. O primeiro é o senador Maguito Vilela (GO), que desde esta quarta-feira assumiu a presidência no lugar do senador Jader Barbalho, eleitor para a presidência do Congresso. A avaliação dos peemedebistas é de que Vilela não pretende ficar apenas sete meses no cargo. Além da candidatura de Maguito, o ex-presidente da Câmara terá de se equilibrar em uma disputa interna na bancada. Pelo menos metade de seus integrantes já demonstra insatisfação com a liderança de Geddel Vieira Lima (BA). "Temer não é igual ao Geddel e Jader, mas foi conduzido por esse grupo e não está muito longe deles", observou um dos deputados rebeldes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.