Temer festeja pesquisas que indicam reeleição de Dilma

O vice-presidente da República, Michel Temer, comemorou na noite desta segunda-feira as pesquisas de intenção de voto divulgadas no final de semana que apontam o favoritismo da presidente Dilma Rousseff (PT) na sucessão presidencial do ano que vem. Se as eleições fossem realizadas hoje, por essas pesquisas, Dilma venceria o pleito já no primeiro turno. "É um reconhecimento ao trabalho que o governo está fazendo", disse o vice-presidente, ao chegar ao jantar promovido pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, em sua homenagem, em um clube de São Paulo.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

25 de março de 2013 | 20h56

Para Temer, Dilma desfruta "de um prestígio extraordinário" e ele acredita que suas chances de reeleição são grandes. "Acho que ela está indo muito bem. Há um reconhecimento popular estupendo", avaliou. O vice-presidente desconversou sobre a possibilidade da eventual candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Segundo Temer, Campos é "uma figura extraordinária do cenário nacional, mas não para agora".

Era esperada nesta noite a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste evento. Porém, na última hora, o petista decidiu participar de uma homenagem aos 90 anos do PCdoB, na Câmara Municipal. O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, esteve presente na homenagem a Temer e fez questão de cumprimentar o vice-presidente. Antes de deixar o local, poucos minutos depois da chegada do vice-presidente, Kassab desconversou sobre o evento do PSDB, que acontece nesta noite em frente ao clube onde Temer está sendo homenageado. "Eu não vi", limitou-se a dizer o ex-aliado dos tucanos.

Mais conteúdo sobre:
TEMERLULA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.