Alan Santos|AFP
Alan Santos|AFP

Temer embarca para participar de eventos em São Paulo e Santos

Semana do presidente deve ser intensa, principalmente em relação às tratativas para concluir a reforma ministerial

Carla Araújo e Felipe Frazão, Estadao Conteudo

02 Abril 2018 | 14h06

Acompanhado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente Michel Temer embarcou para São Paulo, onde participa do Fórum Econômico Brasil-Países Árabes. O evento estava inicialmente marcado para as 16 horas, mas há pouco o Planalto informou que a participação do presidente está prevista para acontecer às 15 horas.

Depois, o presidente segue para Santos, no litoral paulista, e participa da cerimônia de abertura do 62º Congresso Estadual de Municípios.

A semana do presidente deve ser intensa, principalmente em relação às tratativas para concluir a reforma ministerial, que deve, segundo o governo, mexer em até 14 pastas.

Há pouco, em cerimônia de posse Gilberto Occhi, que assumiu a Saúde, e Valter Casimiro, que tomou posse no Ministério dos Transportes, o presidente cometeu gafe ao chamar o presidente do Senado, Eunício Oliveira, de "presidente do Supremo" e fez um discurso em defesa das liberdades individuais, dois dias depois de três de seus aliados terem sido soltos pela Polícia Federal - eles estavam presos temporariamente na Operação Skala. O presidente afirmou que todos são "servos da Constituição" e que não segui-la é um desvio de princípios democráticos.

No sábado, Temer soltou nota criticando excessos da Operação Skala, deflagrada no âmbito do inquérito sobre supostas irregularidades na edição do decreto dos portos. No comunicado, se disse vítima de uma trama para impedir sua candidatura e afirmou que os investigadores usam métodos totalitários e buscam provas forjadas em processos já arquivados.

O presidente também é alvo da investigação, chefiada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e relatada no Supremo Tribunal Federal pelo ministro Luís Roberto Barroso.

Agenda. O planalto atualizou há pouco a agenda do presidente e incluiu uma série de reuniões. Antes da cerimônia, Temer recebeu o senador Ciro Nogueira, presidente do Partido Progressista, e Deputado Aguinaldo Ribeiro (PP/PB), líder do Governo na Câmara dos Deputados. Após a posse dos ministros, o presidente recebeu o deputado Valtenir Pereira (PSB/MT)

As 11h30, Temer esteve com Ives Gandra Filho, ministro do Tribunal Superior do Trabalho. Na sequência, recebeu Gustavo Rocha, ministro interino dos Direitos Humanos, e o Senador Romero Jucá (MDB/RR), líder do Governo no Senado. Depois, ao meio dia, Temer teve uma conversa do Eunício e depois recebeu a ministra Grace Maria Mendonça, Advogada Geral da União.

Temer recebeu ainda, antes de ir para a base Aérea, o ministro Osmar Terra, ministro de estado do Desenvolvimento Social, que deixara o cargo essa semana e trabalha para tentar anunciar o reajuste do Bolsa Família como bandeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.