Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Temer é lançado candidato à presidência do PMDB

A ala governista do PMDB decidiu, em uma reunião encerrada por volta das 16h30, lançar o nome do deputado Michel Temer (SP) como candidato à presidência do partido na convenção marcada para 9 de setembro. Além da escolha da nova executiva, a convenção servirá também para tomar decisão sobre duas questões: a saída - ou não - do PMDB da base governista e a realização de eleições prévias para a escolha de um candidato do partido à Presidência da República em 2002. O resultado da reunião foi anunciado pelo próprio Michel Temer. Ele acrescentou que pretende cumprir uma agenda de viagens pelo País com o apoio dos governadores. Temer não descartou a possibilidade de uma aliança com o PSDB para a disputa pela Presidência, desde que o PMDB seja a cabeça da chapa, o que praticamente inviabiliza a possibilidade de isso acontecer caso o governador de Minas, Itamar Franco, seja escolhido o candidato do partido. Durante a reunião, antes de ser confirmada a sua escolha como candidato, Temer fez um discurso no qual afirmou que, se escolhido, percorreria o País e "olharia sempre para o futuro na busca de mobilizar o PMDB". A reunião dos peemebistas ligados ao governo foi realizada durante almoço na casa do governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz. Além de Roriz, participaram do almoço os governadores de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, e do Rio Grande do Norte, Garibaldi Alves, os ministros dos Transportes, Eliseu Padilha, do Desenvolvimento Regional, Ramez Tebet e o chefe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Ovídio de Ângelis, além de parlamentares e do assessor especial da Presidência, Moreira Franco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.