Temer dorme enquanto Cunha é preso, dizem assessores

Presidente da República voa da Ásia de volta para o Brasil neste momento; segundo funcionários que acompanham peemedebista, ele ainda não sabe da preventiva decretada pelo juiz Sérgio Moro

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2016 | 14h34

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer, que está voando neste momento de volta para o Brasil depois de viagem pela Ásia, está dormindo e ainda não foi informado sobre a prisão do deputado cassado Eduardo Cunha. A informação foi passada por assessores que acompanham o presidente no voo. A aeronave presidencial tem sistema de internet durante todo o voo.

No Planalto, até o momento, nenhum interlocutor do presidente quer comentar a prisão do peemedebista. Antes do anúncio da prisão de Cunha, Temer já havia antecipado a volta ao Brasil. O presidente decidiu não passar a noite em Tóquio e embarcou as 22 horas (horário local) de volta ao Brasil. Interlocutores do presidente disseram que a mudança seria para economizar com hotel. A previsão é que a aeronave presidencial faça uma parada - de cerca de 1h30 - para abastecer em Seattle e o desembarque no Brasil aconteça no fim da manhã de quinta-feira ou no início da tarde.

Mais conteúdo sobre:
Sérgio MoroEduardo CunhaSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.