Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Temer diz que não se licenciará em definitivo do PMDB

Informação foi dada pelo vice-presidente logo após uma rápida visita de dez minutos a José Alencar no Hospital Sírio Libanês

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

02 de janeiro de 2011 | 14h06

O vice-presidente da Republica, Michel Temer, informou hoje que irá se licenciar da presidência do PMDB. Amanhã ele conversará sobre o assunto com o vice-presidente nacional da legenda, o senador Valdir Raupp (RO), para acertar detalhes sobre a transmissão do cargo. "Eu vou me licenciar. Vou combinar com o vice Raupp ainda amanhã", disse, negando que pretenda se afastar em definitivo da presidência nacional do PMDB. "Eu vou me licenciar simplesmente, não vou me afastar em definitivo. Ele assume enquanto eu estiver licenciado." A expectativa é que Temer e Raupp se reúnam na manhã desta Segunda-feira, dia 3, em Brasília.

 

A informação foi dada por Temer logo após uma rápida visita de dez minutos ao ex-vice-presidente José Alencar, que está internado desde o último dia 22 no Hospital sírio-libanês. Na saída, o vice-presidente disse que veio "prestar uma homenagem" a Alencar. Temer relatou que encontrou Alencar bastante animado. "Ele estava com aquela força interior extraordinária que ele traz e transmite", disse. "Eu fiquei muito feliz em visitá-lo", acrescentou, sorrindo.

 

Ao ser indagado se a sua esposa, Marcela Temer, cuja beleza foi alvo de comentários nas redes sociais da internet durante a cerimônia de posse de ontem, dia 1º, guardava semelhança com a primeira-dama da França, Carla Bruni, o vice-presidente respondeu entre risos: "Ela é discretíssima, é minha mulher e mãe do meu filho".

 

A chegada de Temer ao hospital foi feita com estardalhaço já que ele veio acompanhado de comitiva composta por, pelo menos, cinco carros de segurança e sete motociclistas da Polícia Militar que chegaram a fechar, por alguns minutos, a rua que dá acesso a uma das entradas do hospital. Antes da chegada do carro de Temer estacionar, os seguranças afastaram os jornalistas e recomendaram que os profissionais não ultrapassassem a faixa de proteção.

Tudo o que sabemos sobre:
posseTemerPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.