André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Temer diz que não quer vetar 'a ponto de desnaturar' Lei das Estatais

A sanção do projeto está prevista para a próxima terça-feira; presidente em exercício informou ainda que havia pedido para reexaminar a regra para quem tem dez anos de atividades naquele setor

Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2016 | 14h17

Brasília - Na entrevista que concedeu nesta sexta-feira, 24, a cinco jornais, o presidente em exercício Michel Temer afirmou que não quer antecipar decisões sobre eventuais mudanças no texto do projeto de Lei de Responsabilidade das Estatais. Ele afirmou que ainda não estudou o material. "Eu não quero vetar a ponto de desnaturar o projeto. Isso eu não vou fazer."

A sanção do projeto está prevista para a próxima terça-feira. Ele informou ainda que havia pedido para reexaminar a regra para quem tem dez anos de atividades naquele setor. Este prazo foi reduzido para quatro anos e o Senado acolheu para aquele setor ou atividade similar. Para Temer, isto é mais uma vitória do diálogo, que tem permitido as votações. "O que nós temos de fazer é governar o País. Se lá em agosto mudar, o País foi governado. Se foi melhor ou pior, a história é que vai dizer. Mas foi governado intensamente."

Questionado se a ausência de diálogo levou o País à situação atual, ele disse que o diálogo é fundamental para se exercer a atividade executiva amparado pelo Legislativo. "Qualquer outra visão, é uma visão autoritária. Se se despreza o Congresso Nacional, por exemplo, ou se critica o Judiciário. Isso é uma visão antidemocrática e inconstitucional. Nos precisamos é de reconstitucionalizar o País porque certos hábitos vão tomando conta da cultura política do País e vão desprezando as instituições. E eu faço questão de dizer e fazer o contrário." 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.