Andre Dusek|Estadao
Andre Dusek|Estadao

Temer diz que Marta Suplicy pode 'somar' a programa de atendimento infantil

Presidente destaca 'experiência extraordinária' da senadora do PMDB, que perdeu eleição em SP, e disse que Marcela convidará primeiras-damas e prefeitas para colaborar no 'Criança Feliz'

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2016 | 11h59

BRASÍLIA – O presidente Michel Temer afirmou nesta quarta-feira, 5, que a senadora do PMDB Marta Suplicy (SP), derrotada na eleição em São Paulo, pode "somar" ao Programa Criança Feliz. Com um orçamento de R$ 300 milhões para 2017, o projeto atenderá cerca de 600 mil crianças de zero a 3 anos que pertencem a famílias que recebem o Bolsa Família. O presidente ressaltou que Marta tem trabalhos na área social há muito tempo. “Portanto, poderá trazer uma experiência extraordinária para somar-se àquelas experiências já editadas e a outras que agora se verificarão”, disse. 

O lançamento da iniciativa ocorreu nesta manhã com a presença da primeira-dama Marcela Temer como embaixadora do programa. “Certa e seguramente a Marcela vai convidar primeiras-damas, as senhoras prefeitas para estarem em Brasília”, afirmou o presidente. Ao ser anunciado, em julho deste ano, o então governo interino adiantou que haveria contratação de 80 mil pessoas com ensino médio completo para fazer a visitação em 4 milhões de casas de beneficiários do Bolsa Família.

Temer afirmou ainda que o Brasil passa por importantes transformações e que são mudanças permanentes que não são de hoje. “O Brasil passa por extraordinárias mudanças desde a criação no novo Estado brasileiro”, afirmou. O presidente citou ainda os 28 anos na nova Constituição, que é celebrado na data de hoje e disse que a Constituição fez com que o estado se modernizasse . “Avançamos muitíssimo”, disse.

Ao destacar que o Criança Feliz atenderá famílias que recebem o Bolsa Família, Temer disse que o programa – criado no governo do PT – é exitoso e deve ser preservado e melhorado. “O Bolsa Família não era revalorizado há dois anos, revalorizamos e fomos além”, disse.

Assim como fez a primeira-dama em seu discurso, Temer afirmou que cuidar “da criança de hoje é cuidar dos homens e mulheres de amanhã”. “A infância nos acompanha ao longo da vida, quantas vezes tem um gesto na vida adulta que nos reconduz a infância”, disse. “A infância é a marca mais evidente da formação a personalidade dos homens e mulheres”, completou, finalizando o discurso desejando que “sejamos todos felizes”.

Histórico. Uma das principais ações sociais do governo da presidente afastada Dilma Rousseff na área social foi também a criação de um programa para a primeira infância, o Brasil Carinhoso, mirando a mesma faixa etária. Neste, famílias  do Bolsa Família com crianças até três anos recebem um valor maior do benefício e prefeituras também recebem um bônus para oferecer vagas em creches para essas famílias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.