Temer diz que atuação da Abin em portos é 'normal'

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), minimizou nesta quinta-feira o fato de a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) ter monitorado os portuários do Porto de Suape, em Pernambuco. "O governo precisa saber o que acontece no País. Não vejo como uma coisa anormal. São informações importantes. Não é monitoramento, como se fosse uma espionagem. É uma questão de segurança."

RENAN CARREIRA E RICARDO CARVALHO, Agência Estado

11 Abril 2013 | 19h41

Documento sigiloso obtido pelo jornal O Estado de S. Paulo, em reportagem publicada na terça-feira (9), confirmou que o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI) mobilizou a Abin para monitorar portuários e sindicatos contrários à Medida Provisória 595, conhecida como MP dos Portos, que estabelece novas regras para as concessões de portos e para a contratação de trabalhadores.

O ofício desmentiu o general José Elito, ministro-chefe do GSI, que na semana passada chamou de "mentirosa" reportagem do jornal que revelava a ação da Abin no Porto de Suape.

Mais conteúdo sobre:
Abin portos Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.