DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Temer diz a membros do PC do B que já deu sua contribuição ao governo

Em reunião com integrantes do partido, vice deu sinais de que se manteria afastado do esforço do Planalto para livrar Dilma Rousseff de um processo de impeachment

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2015 | 09h27

BRASÍLIA - Em longa conversa com integrantes do PC do B no domingo, 6, à noite, o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), deu sinais de que se manteria afastado do esforço do governo para livrar a presidente Dilma Rousseff de um processo de impeachment.

Na semana passada, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu colocar sob avaliação dos parlamentares o pedido de afastamento apresentado por Hélio Bicudo, Miguel Reale Jr e Janaina Paschoal.

De acordo com relatos obtidos pelo Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, Temer deixou claro já ter dado sua contribuição ao governo. Comentou que sua disposição agora é apenas cumprir suas funções constitucionais de vice-presidente da República.

"Ele afirmou que já deu a contribuição dele importante para o governo, quando ajudou a aprovar o ajuste fiscal no Congresso Nacional e que agora está disposto a cumprir suas funções constitucionais de vice-presidente", relatou um dos integrantes do PC do B que participou do encontro.

A reunião ocorreu no escritório político de Temer na capital paulista. Segundo apurou o Estado, o encontro foi proposto pelo próprio PC do B. "Fomos propor a ele que ajudasse a termos uma saída para essa crise, preservando a presidente Dilma Rousseff no cargo", disse um membro do partido comunista.

A assessoria de imprensa do vice-presidente confirmou a reunião entre Temer e dois membros do PC do B. Questionados sobre o teor da conversa, assessores do peemedebista disseram que não participaram do encontro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.