André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Temer decreta luto de três dias e diz que Teori era 'homem de bem'

Ministro do STF foi indicado por Dilma Rousseff em 2012 e era relator da Operação Lava Jato

Carla Araújo, Julia Lindner e Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2017 | 19h47

BRASÍLIA - Em rápido pronunciamento no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer confirmou há pouco o falecimento do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. Ladeado pelos ministros José Serra (Relações Exteriores) e Alexandre de Moraes (Justiça), Temer referiu-se ao acidente com o avião que transportava Teori como um "doloroso acontecimento". A aeronave caiu hoje à tarde no mar de Paraty, litoral sul do Rio de Janeiro.

"Recebemos com profundo pesar a notícia do falecimento do ministro Teori Zavascki. Neste momento de luto, manifesto aos familiares do ministro e demais ocupantes do voo meus sentimentos de pesar e associo-me a todos os brasileiros ao lamentar a perda de um homem público exemplar", declarou Temer. Ressaltou ainda que Teori ações "a favor do direito e da Justiça" sempre distinguiram o ministro. "Teori Zavascki era homem de bem", afirmou Temer, antes de decretar luto oficial de três dias como "uma modesta homenagem" ao magistrado. 

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou, por meio de nota, que a morte do ministro Teori representa uma "grande perda para o País". "O ministro Teori foi um homem sereno, firme, equilibrado, corajoso e de grande integridade", diz o texto. 

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, também lamentou o acidente por meio de nota. "Com extremo pesar, o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, lamenta o trágico acidente que vitimou o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki e seus quatro acompanhantes", diz o documento.

"A trajetória profissional e acadêmica do ministro Teori Zavascki foi um exemplo para todos os brasileiros, marcada pela seriedade e pelo profundo sentimento de Justiça", conclui a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.