Temer confirma presença em encontro com Lula

Após reclamar publicamente da falta de diálogo entre o governo e o PMDB, o presidente do partido, Michel Temer, aceitou um convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para conversar na próxima quarta-feira, no Palácio do Planalto. Nesta quinta, o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, telefonou para Temer para marcar o encontro.Esse deve ser o primeiro passo de Lula para o início de uma negociação institucional entre o governo e os partidos da base aliada. A idéia é construir uma coalizão, conforme o presidente já havia anunciado anteriormente. O encontro pode ser visto como uma estratégia de Lula, visando evitar futuros problemas com os aliados. Recentemente, o presidente do PC do B, Renato Rabelo, também criticou a falta de diálogo entre o governo e o partido aliado.A reunião entre Lula e as lideranças do PT terminou, nesta quinta-feira, sem qualquer garantia de que o partido manterá os mesmos cargos durante o segundo mandato. Como já era esperado, Lula pretende reforçar a aliança com o PMDB, o que implica em uma diminuição de espaço e poder para o PT.Durante a reunião, o presidente também disse aos dirigentes de seu partido que espera fidelidade e um comportamento ético por parte deles, pelos próximos quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.