José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

'Tem candidato que quer reinventar a roda', diz Falcão após ser reeleito no PT

Após confirmar vitória, presidente da sigla reforçou preocupação com 2014 e ironizou proposta de Aécio Neves (PSDB-MG) para o Bolsa Família

PEDRO VENCESLAU, Agência Estado

12 de novembro de 2013 | 18h05

São Paulo - Reeleito com 70% dos votos, Rui Falcão confirmou seu favoritismo e foi reconduzido ao comando do PT com a maior votação que um presidente da sigla já teve no Processo de Eleições Diretas (PED). Em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 12, Falcão afirmou que agora a principal tarefa é a reeleição de Dilma.

Durante sua primeira entrevista depois do anúncio, ele aproveitou para criticar o provável candidato tucano à Presidência, Aécio Neves, por ter apresentado recentemente um projeto que transforma em política de Estado o programa Bolsa Família, do governo federal. "Tem um candidato que quer reinventar a roda" disse.

Rui revelou também que negocia com PCdoB uma solução "salomônica" para a eleições do ano que vem no Maranhão: Roseana Sarney disputaria uma vaga para o Senado e Flávio Dino concorreria para governador. Ele defendeu ainda o secretário de Governo da gestão Fernando Haddad (PT), Antonio Donato, que pediu afastamento do cargo nesta terça após aparecer em gravações nas investigações de fraudes na Prefeitura de São Paulo. "A reputação de Donato é inatacável, a denúncia contra ele é infundada" diz.

No próximo dia 2 de dezembro, o presidente do PT se reunirá em São Paulo com todos os presidentes estaduais da legenda eleitos pelo PED, o objetivo segundo Falcão é "ajustar a sintonia" e evitar a necessidade de intervenção nos diretórios que não aceitam a orientação nacional

Dados. Com 80% das urnas apuradas, Rui Falcão recebeu 236.879 votos, o equivalente a 70,16% do total. O segundo melhor colocado, Paulo Teixeira, recebeu 66.809, ou 19,79% dos votos. O total de votantes foi de 367.298.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.