Tebet repele "charco das injúrias"

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Ramez Tebet (PMDB-MS), repeliu nesta segunda-feira as críticas feitas pelo ex-senador Antonio Carlos Magalhães em seu discurso de renúncia, de que ele e os integrantes do Conselho teriam agido de "forma facciosa" no encaminhamento do processo da violação do painel."Aquele que afirmava não guardar ódio, destilou ódio, atingindo a figura do senador Saturnino Braga", afirmou Tebet, em discurso no plenário.O senador disse ainda que, apesar de ter sido criticado por ACM, foi indicado por ele para a presidência da Conselho. Ele rebateu ainda a afirmação de que seria "um rábula do pantanal"."Me orgulho de ser do pantanal, mas repilo o pantanal das mentiras. Não me interessa mergulhar no charco das injúrias", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.