Tebet garante que voto sobre cassação será aberto

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Ramez Tebet, disse hoje que manterá a votação aberta do relatório do senador Roberto Saturnino (PSB-RJ), que recomenda a cassação dos senadores Antônio Carlos Magalhães e José Roberto Arruda, mesmo que o PFL apresente requerimento solicitanto que a votação seja secreta. "Isso é matéria vencida e já usei a minha prerrogativa decidindo pelo voto aberto", disse o senador. Tebet disse também que está inclinado a impedir que José Roberto Arruda vote o relatório na próxima quarta-feira, já que integra o Conselho de Ética. O senador afirmou que está estudando o assunto, mas antecipou que considera um absurdo uma pessoa ser juiz e réu ao mesmo tempo. O pedido para que Arruda não vote foi feito pelo senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), que como suplente deseja votar no lugar de Arruda. Antero tem se destacado como um dos principais opositores de Arruda e ACM ao longo da investigação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.