Tebet é escolhido pelo PMDB para presidir Senado

O ministro da Integração Nacional, Ramez Tabet, licenciado do mandato de senador pelo Mato Grosso do Sul, foi escolhido nesta quarta-feira à noite pelo PMDB para ser o candidato à presidência do Senado em substituição ao senador Jader Barbalho (PMDB-PA), que renunciou ao cargo.A indicação de Tebet recebeu 12 votos na reunião que o partido encerrou pouco depois das 22h30; o senador gaúcho José Fogaça teve 6 votos; o senador mineiro José Alencar, um; e o senador José Sarney, também um, mas este foi anulado, porque o ex-presidente havia se retirado da sala quando a reunião ainda estava em andamento.Fogaça, embora lamentando a opção do partido por um nome de fora da bancada de senadores peemedebistas, disse, após a reunião, que respeita o resultado da votação.Nesta quinta-feira, o Diário Oficial da União publicará a exoneração de Tebet do Ministério da Integração, a pedido.E às 14h30 desta quinta-feira, o PMDB iniciará outra reunião, para realizar a eleição que deverá confirmar a escolha do ministro para presidir o Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.