Tebet diz que não tem medo de ACM

O presidente da Comissão de Ética do Senado, Ramez Tebet (PMDB), disse hoje que não tem medo do senador Antônio Carlos Magalhães (PFL). "ACM, cuja vida política se caracterizou pela coleção de dossiês contra seus pares, não me assusta. Estou pronto para enfrentá-lo", disse Tebet. A declaração foi feita durante entrevista com jornalistas de Campo Grande. O senador disse que está tranqüilo na condução do caso de violação do painel eletrônico do Senado."Minha vida pública é limpa", enfatizou o senador, para afirmar que está preocupado com o depoimento da ex-diretora do Senado, Regina Borges, na próxima quinta-feira. "Ela vai enfrentar dois senadores, ACM e Arruda. Ela, nomeada por ACM, terá todas as garantias. Não permitirei que os senadores acusados a despeitem, e terá todas as condições para manifestar o seu pensamento, tanto quanto os senadores".Tebet afirmou também que tanto ACM quanto Arruda estão mentindo, acrescentando que "vou deixar os acusados falar à vontade. No final o peixe morre pela boca". Lembrou que, além da adulteração nos computadores do Senado, existem um dossiê de ACM acusando Barbalho sobre irregularidades na Sudam e outro de Barbalho denunciando irregularidades de ACM na Sudene, que poderão ser incluídos na pauta de trabalhos da Comissão de Ética do Senado. "Os documentos foram entregues ao Ministério Público Federal, para as devidas providências", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.