Tebet deve indeferir investigação contra Jader

Apesar das prováveis repercussões políticas negativas, o presidente do Conselho de Ética, senador Ramez Tebet (PMDB-MS) está decidido a indeferir requerimento dos partidos de oposição para investigar denúncias contra o presidente do Senado, Jáder Barbalho. Um dos argumentos de Tebet está relacionado ao fato de que se Barbalho participou da venda ilegal de Títulos da Dívida Agrária (TDAs), de acordo com a denúncia, isso ocorreu antes de ele assumir o mandato como o senador. "Este é um argumento forte", atestou Tebet, deixando claro porém que ainda hoje pretende conversar com senadores sobre sua decisão, que deverá ser anunciada nas próximas horas.Inclinado a arquivar o processo, Ramez Tebet vai se fundamentar em parecer técnico da consultoria do Senado. Em relação ao requerimento no qual a oposição pede o rastreamento do cheque da venda de TDAs, Tebet vai alegar que o Conselho de Ética não tem prerrogativa para tomar essa iniciativa. Outro requerimento da oposição, que deverá ser rejeitado pelo senador Ramez Tebet, refere-se ao pedido do líder do bloco de oposição, José Eduardo Dutra, para a reabertura das investigações sobre o painel eletrônicodo Senado. Tebet argumenta que nesse caso o requerimento teria que ser dirigido à mesa do Senado, que foi responsável pelo arquivamento da denúncia depois da renúncia dos senadores Antônio Carlos Magalhães e José Roberto Arruda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.