TCU quer acesso ao processo da Lava Jato com o MP

O ministro André Luis de Carvalho, do Tribunal de Contas da União (TCU), pediu nesta quarta-feira, 24,para o plenário do órgão aprovar um pedido para acessar o processo da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, ao lado do Ministério Público Federal (MPF). Carvalho argumentou que o prejuízo aos cofres públicos por meio da Petrobras, conforme depoimento do ex-diretor de abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa realiza, em delação premiada desde o dia 29 de agosto.

NIVALDO SOUZA, Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2014 | 18h09

Carvalho disse que o TCU precisa "conseguir acesso ao sigilo bancário e fiscal" em poder da Polícia Federal para avaliar como fazer a "reparação de recursos para os cofres públicos". "O plenário pode provar o trabalho conjunto e a partir daí a área técnica vai buscar o acesso", disse.

O pedido foi acolhido pelo ministro José Jorge, relator de outro processo apurando responsabilidades de executivos da Petrobras sobre a compra de refinaria em Pasadena, nos Estados Unidos. "Acolho, mas vou trazer na próxima semana a forma operacional de fazer", disse.

O ministro Benjamin Zymler recordou que a parceria com o MPF já ocorre no caso de irregularidades apuradas nos contratos de construção da refinaria Abreu e Lima, no Pernambuco, que podem ser replicadas no caso da Lava Jato. "Estamos atuando junto ao Ministério Público para obter essas informações", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
LAVA JATOSTCMP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.