TCU anula concorrência para obras em rodovias federais

Por conta de irregularidades encontradas em um edital de concorrência feito pelo Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT), o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a anulação da concorrência para a contratação de serviços técnicos especializados para fazer levantamento das condições do pavimento das rodovias. De acordo com o TCU, o edital superestimou o preço do serviço e restringiu a competição na licitação. O DNIT terá 15 dias para adotar providências necessárias para a anulação da concorrência e terá de encaminhar comprovação das medidas adotadas. Cabe recurso à decisão. As informações são da assessoria do TCU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.