TCM rejeita contas de 2006 da Câmara de Salvador

Em decisão publicada hoje, o Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) rejeitou a prestação de contas da Câmara Municipal de Salvador (BA) relativa a 2006. De acordo com o relatório do TCM, assinado pelo conselheiro Francisco Netto, há irregularidades em notas fiscais apresentadas e duplicidade em benefícios a vereadores. O valor a ser ressarcido pela Câmara, segundo o TCM, é de R$ 2,87 milhões, além de multa de R$ 10 mil. O presidente da casa, vereador Valdenor Cardoso (PTC), afirmou hoje que vai recorrer da decisão. "Há perseguição política", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.