TCE arquiva denúncia contra Cid Gomes por carona à sogra

Polêmica viagem aconteceu em fevereiro deste ano, em um jatinho da TAF, alugado pelo governo cearense

Carmen Pompeu, de O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2008 | 15h05

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) arquivou a denúncia contra o governador Cid Gomes(PSB). Para o Tribunal, a carona dada por ele à sogra, Pauline Habib, e para as esposas de dois secretários para a Europa não causou prejuízos aos cofres públicos. A polêmica viagem aconteceu em fevereiro deste ano, em um jatinho da TAF, alugado pelo governo cearense. Na época, Cid chegou a pedir desculpas ao povo cearense pelo constrangimento gerado por conta da repercussão negativa que o fato ganhou. Mas não reconheceu ter errado. Disse apenas que devolveria o dinheiro se os órgãos de controle do Estado assim determinassem. A decisão pelo arquivamento foi apertada: quatro a três, com o voto de desempate dado pelo presidente do TCE, Pedro Timbó. Cid, no entanto, terá que prestar uma série de esclarecimentos sobre a viagem, tais como detalhes de uma passagem em avião de carreira, que havia sido comprada apesar do aluguel do jatinho, e suprimentos de fundo disponibilizados aos secretário do Turismo, Bismarck Maia (PSDB), um dos membros da comitiva oficial. O tucano dirá ao TCE que o suprimento de fundos nem chegou a ser utilizado e que a passagem acabou sendo usada por ele meses depois.

Tudo o que sabemos sobre:
TCCid GomesCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.