Taxa de juros caiu pouco, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) , avaliou hoje que o corte da taxa de juros básica da economia decidida pelo Copom ´é pouco, mas melhor do que nada". Na reunião de ontem, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) reduziu a Selic de 26,5% para 26% ao ano.Alckmin argumentou que a queda foi apenas no juro nominal porque o juro real não caiu, já que a inflação também está em queda. Mas serviu pelo menos para sinalizar um movimento de redução, admitiu ele. "Fico preocupado com a retração da atividade econômica porque se entrarmos em uma recessão muito forte, a política monetária sozinha não é suficiente para retomar a atividade. Baixam-se os juros e não acontece nada", afirmou.O governador alertou que o quadro de recessão econômica está se refletindo nas contas dos Estados. A arrecadação de junho do governo paulista, por exemplo, está 5% abaixo do que foi previsto no orçamento.Leia sobre a queda de juros e suas repercussões no canal de Economia

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.