Tasso tenta conquistar PSDB de Minas

O governador do Ceará, Tasso Jereissati, ressaltou, nesta quinta-feira, na capital mineira, que precisará do apoio do PSDB de Minas para viabilizar a sua candidatura à Presidência da República."Este é o segundo momento do chamamento que recebi e vi que não podia deixar de atender. Nenhuma candidatura pode ser viável sem Minas", afirmou.Jereissati participou de um encontro com membros dos diretórios municipal e estadual do partido, além da bancada federal e prefeitos peessedebistas, encerrado, nesta quinta-feira à noite, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte.Ao final do encontro, indagado sobre o crescimento da candidatura de Roseana Sarney ao Palácio do Planalto, ele respondeu: "É natural o crescimento dela nas pesquisas, porque vem sendo uma boa governadora, e o PFL tem trabalhado com competência o programa televisivo do partido, mas acredito que o PSDB ainda tem condições de manter a candidatura própria."Para o governador, no entanto, ainda existe a possibilidade de retomada da aliança PMDB-PFL-PSDB, caso a candidatura do governador de Minas, Itamar Franco, seja rejeitada pela convenção do PMDB. "Os acontecimentos recentes podem levar à reedição desta aliança", afirmou.Tasso estava acompanhado do ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, do presidente da Câmara, Aécio Neves, e do ex-governador mineiro Eduardo Azeredo.Após o encerramento do encontro do PSDB, Jereissati seguiu para a Federação das Indústrias do Estado (Fiemg), onde, nesta quinta-feira à noite, faz palestra para os empresários.O governador cearense deve permanecer em Belo Horizonte nesta quinta para participar de um jantar na residência do presidente da Federação, Stefan Salej.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.