Tasso: governo aceita negociar propostas do PSDB

O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), informou que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em reunião realizada hoje, aceitou negociar a emenda de prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) em torno das propostas apresentadas pelo PSDB. São elas: apontar de forma clara e firme a redução da carga tributária, reduzir as despesas correntes de custeio, criar uma Lei de Responsabilidade Fiscal para o governo federal, aumentar a parcela da arrecadação da CPMF destinada à área de saúde e compromisso com a reforma tributária em um ano. Segundo Jereissati, Mantega se comprometeu a apresentar uma proposta em torno destes princípios em 30 dias. Ele disse que, enquanto não houver a proposta, o PSDB votará contra a emenda. O senador tucano afirmou que mesmo com este prazo de 30 dias será possível a emenda ser aprovada ainda em 2007. Jereissati disse ainda ter se surpreendido com a decisão de Mantega de ter aceitado a negociação em torno dos princípios propostos. Ele disse que o clima da reunião foi bastante "positivo e cordial" e que não foi discutida a votação do projeto que regulamenta a emenda 29, que trata de recursos da Saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.