Tasso e Serra encenam cordialidade no Ceará

O lançamento do Projeto Alvorada no Ceará foi marcado pelo esforço dos dois presidenciáveis tucanos, o ministro da Saúde, José Serra e o governador Tasso Jereissati, em tentar demonstrar um clima mútuo de cordialidade. A solenidade foi marcada por brincadeiras e ironias por parte do governador cearense. Já o ministro não conseguiu disfarçar a seriedade. Ao final, quando foi questionado sobre a disputa eleitoral, Serra disparou: "A população quer trabalho dos governantes e não essa caraminhola eleitoral tanto tempo antes da eleição."A solenidade, realizada num auditório no Palácio do Cambeba, sede do governo cearense, foi discreta. Cerca de 300 pessoas entre políticos e funcionários do governo lotaram o espaço. Diferente da semana passada, quando Serra foi recebido com festa e palanque ao lado do presidente Fernando Henrique em Aracaju e Recife, hoje o evento foi marcado pela simplicidade. Tasso recebeu o ministro sem paletó e gravata e provocou o ministro: "Tenho certeza que o ministro não está fazendo propaganda política com esse projeto," disse para, em seguida, fazer um esclarecimento: "É brincadeira. Eu queria aproveitar para dizer que quando faço uma brincadeira com o ministro é porque nós temos há muitos anos uma amizade pessoal muito fraterna."Logo depois, Tasso voltou a provocar o adversário. "Serra é um dos homens públicos desse País por quem eu tenho o maior respeito. Trata-se de uma inteligência brilhante, conhecida por todos - às vezes não tão simpático - mas sua característica de homem público é de ser muito mais competente e ético do que simpático", disse o governador.Já o ministro da Saúde, que antes discursou por 30 minutos, fez questão de destacar as qualidades do tucano cearense. "O governador Tasso é meu amigo pessoal, companheiro de partido, um exemplo na vida pública, cujo desempenho e performance na política nacional - seja como presidente do meu partido, seja nos três mandatos de governador - é para nós um fator de otimismo em relação ao futuro da administração no nosso País." Depois, citando o falecido governador Mário Covas, Serra disse que Tasso e o presidente Fernando Henrique "são homens capazes de compatibilizar política com ética; política com mudança; e política com justiça social." No Ceará, o Projeto Alvorada deverá liberar neste ano cerca de R$ 140 milhões, em 67 municípios, para obras de saneamento básico. Em 2002, a previsão é de um investimento de outros R$ 140 milhões. Ao todo, serão investidos em água e esgoto cerca de R$ 1,3 bilhão em cinco Estados nordestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.