Tasso diz que PSDB, e não FHC, escolherá candidato

O governador tucano do Ceará, Tasso Jereissati, não está gostando da versão que vem tomando corpo na imprensa de que caberá ao presidente Fernando Henrique Cardoso indicar o candidato do PSDB à sua sucessão. Segundo Jeressaiti, o candidato deverá ser escolhido pelo partido, a partir de um projeto e do consenso partidário.Objetivo claroCom este discurso, o governador cearense tem um objetivo claro: tirar do Palácio do Planalto a decisão sobre a candidatura e levar a escolha para a convenção do PSDB. E, a partir daí, discutir com os outros partidos da aliança e com a sociedade. Para Tasso, é equivocada, "e até ridícula", a fórmula veiculada na imprensa de que o candidato será aquele que for do coração e da razão de FHC. E se esta idéia prevalecer, ele estará fora da discussão.Partido sem donoTasso Jereissati argumenta que o PSDB nunca foi um partido de donos e que sempre decidiu através de um colegiado. "A decisão deve passar pelo partido, levando em conta a opinião forte de Fernando Henrique", afirmou. O discurso do governador cearense é de fortalecimento do partido tucano, que o aplaudiu como pré-candidato à sucessão presidencial, na convenção de maio deste ano. Deu no ?Jornal das Dez?, da Globo News.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.