Tasso diz FHC entendeu suas críticas

O governador do Ceará, Tasso Jereissati (PSDB), manteve nesta quinta-feira um discurso crítico em relação ao governo federal e garantiu que o presidente Fernando Henrique Cardoso, com quem se encontrou no Palácio da Alvorada, concorda com suas ponderações a respeito da importância de se reduzir as desigualdades sociais no País e ajustar as políticas voltadas para esta área. ?O presidente tem essa mesma análise, porque ele avalia que nós vivemos momentos diferentes e, além disso, que as pessoas têm diferenças de estilo?, afirmou Tasso ao deixar o Alvorada.?O foco no início do governo Fernando Henrique era o combate à inflação, que era um verdadeiro câncer, mas agora, em circunstâncias diferentes, o foco tem de ser o crescimento da economia associado a políticas para a diminuição das desigualdades sociais?, acrescentou.Após o encontro, Tasso procurou demonstrar que não houve qualquer mal-estar com o presidente por causa das críticas que fez ao governo durante palestra na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) quarta-feira. ?Eu concordei com tudo o que foi feito até agora no governo e posso dar essas declarações, porque sempre participei desse processo?, afirmou.Ele disse que visitou o presidente para felicitá-lo pelo sucesso da viagem à Europa, onde Fernando Henrique foi elogiado pelos políticos europeus. ?Isso mostra que o Brasil se consolida como líder dos países emergentes no mundo?, afirmou o governador.Tasso voltou a afirmar que mantém o acordo fechado com os governadores de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), e do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), para que seja escolhido um único candidato da aliança PSDB-PFL-PMDB. ?O candidato deve ser aquele que conseguir se viabilizar da melhor forma possível e mostrar que tem o melhor projeto para o País?, declarou. ?Defendo o esforço para somar as forças daqueles que têm visões parecidas.?Ele evitou rebater as críticas do prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PFL), que avalia que Tasso e o ministro da Saúde, José Serra, estão mal nas pesquisas de intenção de voto por causa dos sucessivos ataques ao governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.