Tarso Genro exonera cunhada de assessoria

O prefeito Tarso Genro (PT) exonerou do cargo de assessora do Gabinete a cunhada Sílvia Lemos, seguindo a recomendação da executiva estadual do partido de rever as nomeações de parentes até 3º grau. A decisão é retroativa a 1º de fevereiro, e Sílvia seguirá trabalhando como assessora particular do prefeito, contratada e remunerada com recursos próprios de Tarso Genro. Tarso disse que não reconhece ilegalidade nem falta de ética na nomeação, pois Sílvia, irmã da mulher do prefeito, Sandra Genro, trabalha há 22 anos com ele como assessora particular. Em reunião durante a tarde de quarta-feira, a executiva estadual do PT decidiu apenas pela recomendação aos prefeitos e vereadores acusados de nepotismo no Estado para que revejam as nomeações de parentes, embora considere que os casos do PT gaúcho não podem ser comparados aos abusos praticados por outros políticos. "As pessoas contratadas têm longa tradição partidária, são reconhecidas nas áreas que atuam e de reconhecida militância", afirmou o secretário-geral do partido, Paulo Ferreira. Ele salientou que não foram exigidos afastamentos porque a executiva não tem poder imperativo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.