Tarso espera que coalizão inclua sete partidos

O ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, afirmou que a expectativa do Planalto é de que a coalizão inclua sete partidos. "Temos a certeza de que o PT, o PSB e o PCdoB participarão. Assim como temos a convicção de que o PMDB também vai participar. O PV fez uma reunião e também falou de seu desejo de participar. O PP e o PL ainda estão discutindo", relatou.Ele fez questão de destacar que a montagem de uma coalizão é um processo bem mais lento e complexo que a simples montagem de um ministério. Sua expectativa é de que até o início de dezembro todos os partidos aliados já tenham uma definição institucional de participar do governo.Ainda segundo Tarso, o presidente Lula vai cobrar dos partidos aliados que participarem da coalizão responsabilidade com as áreas que administrarem. Além de votos no Congresso.Esses, segundo o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, foram os recados transmitidos pelo presidente Lula na reunião que teve com o PMDB. "Uma das preocupações que o presidente Lula manifestou na reunião com o PMDB é que não existe racionalidade ou capacidade de governar se o partido da coalizão não mantiver 80% a 90% de sua base", contou.A mesma agenda mínima da coalizão apresentada ao PMDB foi entregue nesta quarta-feira ao PT e será repassada aos demais partidos aliados que vierem a participar da coalizão. Embora o próprio presidente Lula já tenha afirmado que só tratará de ministério após a sucessão na Câmara e Senado - que deverá ocorrer em 15 de fevereiro - o ministro afirmou que "não está consolidado que o presidente tome posse com o ministério velho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.