Tarso diz que PF vai cumprir súmula sobre uso de algema

Ele admitiu que ocorrerá um processo de acomodação técnica, quando a súmula for colocada em prática

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agencia Estado

14 de agosto de 2008 | 11h06

A Polícia Federal vai cumprir a súmula do Supremo Tribunal Federal (STF), que proíbe o uso indiscriminado de algemas pela Polícia Federal. A afirmação é do ministro da Justiça, Tarso Genro. Segundo ele, a PF não discute ações do Supremo e, portanto, a súmula será cumprida.   Veja também:  Supremo vê ''afronta'' da PF e aprova punição para uso abusivo de algemas  ''Seguimos o manual à risca'', diz delegado  OAB critica ''flagrante desrespeito'' ao STF   Ele admitiu que "certamente" ocorrerá um processo de acomodação técnica, quando a súmula for colocada em prática, e que a Polícia Federal deve comunicar ao STF como está sendo a experiência e, se for o caso, dará sugestões para melhorar os procedimentos de prisão.   Ele garantiu que a Polícia Federal não tem critérios hierárquicos para fazer prisões, e não faz distinção entre risos e pobres. "A Polícia Federal trata todos de maneira igual", garantiu.   O ministro disse ainda que vai ter uma reunião de trabalho na segunda-feira, 18, para discutir o cumprimento da súmula do STF. "O arbítrio do agente aumentou, não diminuiu. O juízo dele sobre usar ou não algemas ficou mais forte", afirmou Tarso, que participou pela manhã da abertura do seminário "Novo Processo Penal - As reformas de 2008", no Instituto Brasiliense de Direito Público (IBDT).

Tudo o que sabemos sobre:
STFalgemasTarso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.