Tarso diz que PF investigará vazamento, não quem o fez dossiê

Ministro confirma que, a pedido de Dilma, solicitou que a Polícia Federal abra inquérito para investigação

Agência Brasil,

07 de abril de 2008 | 19h06

O ministro da Justiça, Tarso Genro, confirmou nesta segunda-feira, 7, que a pedido da ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, solicitou que a Polícia Federal abra inquérito para investigar o vazamento de informações sigilosas que integram o suposto dossiê sobre o uso de cartões corporativos no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.  Veja Também:PF vai investigar vazamento de dados de FHC   Oposição critica PF e chama de 'farsa' investigação   PF abre inquérito para apurar vazamento de dados de FHC Garibaldi deve instalar CPI dos Cartões no Senado amanhã Dilma anuncia auditoria e fala em ação da PF sobre vazamentoEntenda o que é e como funciona o ITIDossiê com dados do ex-presidente FHC  Entenda a crise dos cartões corporativos Forúm: Quem ganha e quem perde com a CPI?  Enquete: PF decide investigar apenas o vazamento de dados de FHC. Você concorda?  Segundo Tarso Genro, a PF vai investigar o vazamento de informações sigilosas e não quem montou o suposto dossiê. "A Polícia Federal vai investigar delitos e não vai investigar situações políticas. Situações políticas quem investiga é CPI", disse Genro após cerimônia de assinatura de convênio de cooperação técnica para o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) com a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).  "Temos que verificar se houve delito, e o delito que está sendo apontado até agora é o vazamento ilegal de informações, e provavelmente, não sabemos ainda, a invasão de computadores da Casa Civil", completou o ministro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.