Tarso diz que decisão contra 'Estado' não é censura

O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse ontem que não considera censura a decisão que proibiu o jornal O Estado de S. Paulo de publicar reportagens que contenham informações da Operação Faktor, mais conhecida como Boi Barrica. ?Não acho que seja censura. Na verdade, o que está sendo obstado ali seria, segundo o despacho, a divulgação de fatos que podem ser inverídicos. Portanto, não é uma censura à imprensa, embora em relação à imprensa, em particular, possa parecer como tal?, disse ele, após cerimônia de posse do novo defensor público-geral da União, José Rômulo Plácido Sales.

AE, Agencia Estado

07 de agosto de 2009 | 09h34

No entanto, o ministro afirmou acreditar que a decisão do desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Dácio Vieira - em resposta a ação apresentada pelo empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) -, será derrubada. "Acho apenas que é uma decisão que não vai se sustentar juridicamente e que certamente será revisada?, disse. ?Já temos outras decisões nesse sentido, e elas normalmente funcionam ao contrário. Em vez de proteger a pessoa que está sendo mencionada, funciona como instrumento que até chama mais a atenção para os fatos imputados, justa ou injustamente.? As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.