Tarso diz que aguarda dados para decidir se pede inquérito

O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou que está à espera dos elementos que a Justiça italiana e a espanhola vão apresentar para decidir o que fazer em relação à Operação Condor. "Quando tiver os elementos em mãos posso decidir se vou pedir a abertura de um inquérito, se será feita uma denúncia ou se não há elementos para isso", disse.Indagado se não havia receio de um julgamento no Brasil por mexer com a sensibilidade dos militares, Tarso respondeu: "Tem a sensibilidade dos militares, mas também tem a sensibilidade das famílias dos mortos e a sensibilidade dos que consideram que a tortura não prescreve."Operação Condor foi a cooperação entre os sistemas repressivos das ditaduras militares do Brasil, do Chile e da Argentina. Itália e Espanha pediram a extradição de brasileiros envolvidos no envio para a Argentina de seus cidadãos que acabaram mortos. Tarso está em Lisboa para discutir cooperação judicial e formação de polícias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.