Tarso anuncia mais 12 secretários de futuro governo

Governador eleito afirmou que vai esperar até esta quinta para apresentar o restante da equipe

Lucas Azevedo, da Agência Estado,

24 de novembro de 2010 | 18h47

PORTO ALEGRE - O governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), anunciou nesta quarta-feira, 24, mais 12 secretários de sua futura administração. O anúncio foi feito na sede do governo de transição, no Centro de Treinamento da Companhia de Processamentos de Dados do Estado (Procergs), em Porto Alegre. Faltam, no entanto, os nomes para quatro pastas. "Aguardarei até amanhã para anunciar os demais secretários, além de uma participação transversal no governo como faremos com todos os partidos", disse o governador eleito.

Foram apresentados nesta quarta o deputado estadual Fabiano Pereira (PT) como novo titular da Secretaria da Justiça e dos Diretos Humanos, o ex-deputado Flavio Koutzii (PT) para a Coordenadoria Geral da Assessoria Superior do Governador, o deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado Ivar Pavan (PT) no Desenvolvimento Rural e Corporativismo, Jorge Guimarães na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, e José Clóvis de Azevedo (PT) na Educação.

A ex-deputada estadual Jussara Cony (PCdoB) foi destacada como a nova titular do Meio Ambiente. Luiz Carlos Busatto (PTB) chefiará a Secretaria de Obras, Luiz Fernando Mainardi (PT) a Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Marcel Frison (PT) a Habitação, Márcia Santana (PT) comandará a Secretaria das Mulheres, Maurício Dziedricki (PTB) a Economia Solidária, e Vinicius Wu (PT) a Chefia de Gabinete, que tem status de secretaria.

Durante a manhã, Tarso havia anunciado Ciro Simoni (PDT) na pasta da Saúde. "Acabamos de consolidar a maior frente política democrática e progressista da história do Estado do Rio Grande do Sul depois da Legalidade, em 1961, com a presença do Partido Democrático Trabalhista no nosso governo", disse ele, na ocasião.

O governador eleito também já tinha estabelecido Carlos Pestana (PT) como o novo secretário da Casa Civil; o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, como titular da secretaria da Fazenda; João Motta (PT), do Planejamento; Marcelo Daneris (PT), como novo titular do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social; e Estilac Xavier (PT) na Secretaria-geral de Governo.

Ainda estão vagas as pastas dos Esportes e o Gabinete dos Prefeitos, que devem ficar com o PDT, a Secretaria da Segurança, cujo mais cotado é o atual superintendente da Polícia Federal (PF) no Rio Grande do Sul, delegado Ildo Gasparetto, e a Comunicação, com a assessora de Tarso, Vera Spolidoro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.