Tarso amplia vantagem no RS, diz pesquisa Ibope

O candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, ampliou a vantagem sobre os demais concorrentes em pesquisa de intenção de votos feita pelo Ibope para o Grupo RBS e divulgada na edição deste domingo (5/9) do jornal Zero Hora. A sondagem mostra que o ex-ministro da Justiça tem 41% da preferência dos 1.008 eleitores entrevistados entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

04 de setembro de 2010 | 20h01

Nos levantamentos anteriores do mesmo instituto, nos dias 6 a 8 de julho e 3 a 5 de agosto, Tarso tinha, respectivamente, índices de 39% e 37%. Embora a oscilação fique pouco acima da margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos, o petista aumentou a diferença que o separa dos demais concorrentes. O ex-prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (PMDB), tinha 29%, subiu para 31% e agora caiu para 23%. Os índices da governadora Yeda Crusius (PSDB), candidata à reeleição, variaram de 15% para 11% e para os atuais 13%. Pedro Ruas, do PSOL, tem 1%, e os outros cinco concorrentes não chegaram a esse porcentual.

O índice de indecisos subiu de 10% para 14% e para 16%. Se esse porcentual fosse excluído, assim como o de 5% de brancos e nulos, Tarso venceria no primeiro turno com 52% das intenções de voto. O Ibope também fez três simulações de segundo turno. Nelas Tarso venceria Fogaça por 48% a 34% e Yeda por 55% a 22% e, ainda, Fogaça venceria Yeda por 52% a 20%.

A mesma pesquisa detectou a preferência dos gaúchos para a presidência da República. Dilma Rousseff, do PT, segue crescendo. A candidata passou de 37% para 42% e agora está com 44%. O índice de José Serra, do PSDB, caiu de 46% para 40% e agora é de 37%. O porcentual de Marina Silva oscilou de 6% para 5% e agora voltou para 6%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 43.774/2010 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 27.656/2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010Tarso GenroRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.