Tangará da Serra (MT) cassa prefeito, vice e vereadores

A Câmara Municipal de Tangará da Serra (MT), no centro-oeste mato-grossense, cassou, na noite de ontem, os mandatos do prefeito Júlio Cesar Ladeia (PR), o vice, José Jaconias (PT), e os vereadores Celso Ferreira, Haroldo Lima, Paulinho Porfírio e Genilson Kezomae. O grupo é acusado de improbidade administrativa e irregularidades na Saúde do município, gerenciada durante meses por um instituto, investigado pela Polícia Federal. O órgão teve vários servidores presos.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

01 de setembro de 2011 | 07h15

Os cassados podem recorrer para tentar reverter a decisão. Ladeia e Jaconias já estavam afastados dos cargos pela Justiça. O presidente da câmara, Miguel Romanhuk (DEM), havia assumido como prefeito interino. Segundo o Ministério Público, o prejuízo causado ao erário pode chegar a R$ 6 milhões.

Dados da Controladoria Geral da União (CGU) demonstram que o instituto se apropriou das taxas de administração, que representariam quase 100% da folha de pagamento da qual o instituto se propôs a gerenciar.

Tudo o que sabemos sobre:
cassaçãoprefeitoTangará da SerraMT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.