Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tabak denuncia dois casos de favorecimento em transplante

Ao pedir afastamento do Centro de Transplante de Medula Óssea, Daniel Tabak fez duas denúncias de favorecimento de pacientes por pressões políticas. Embora constate irregularidades formais, a sindicância não traz nenhuma conclusão sobre a interferência de autoridades. O documento apenas sugere que, diante das controvérsias em um dos casos, o de Araraquara, nova investigação seja feita. Mas o Ministério da Saúde informou que o assunto está encerrado.Segundo Tabak, em uma reunião, Diogo Mendes teria dito que o tratamento mais ágil dispensado à paciente de Araraquara seria um pedido do vice-presidente da República, José Alencar. À sindicância, Mendes afirmou que a pressa foi provocada pelo fato de a paciente ter ingressado com uma ação judicial. Diante da dúvida, o assunto foi deixado de lado.O outro caso é de um menino de Recife. Segundo Tabak, o avô do paciente teria pedido a intercessão do ministro HumbertoCosta. Com plano de saúde e já com a medula disponível, o menino precisava apenas que o hospital recebesse autorização doministério para a operação. A sindicância constatou que ?os trâmites não foram respeitados.? Porém, atribuiu a ?quebra deortodoxia? para a autorização à gravidade do caso do menino. Mendes disse ter sido informado da urgência por uma carta enviadapela família. O documento, porém, nunca foi apresentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.